Revista Entremeios
ISSN 1809-0338 (impresso)
ISSN 2526-9496 (online)
Publicação Anual
   Rio de Janeiro, 09/05/2021

Edição: Volume 13, número 1, jan-jun./2017
Voltar  Busca Avançcada
Edicções
inicio do conteúdo
 
A Subversão da “Mulher” no Feminismo: uma análise crítica sobre a luta feminista presentificada em redes digitais
Por: Jéssica Oliveira Pereira


Este trabalho tem como objetivo analisar criticamente quais noções de gênero que operam em páginas feministas no Facebook, a saber, as fan pages. São analisadas postagens que se contrapõem ao acolhimento de pessoas trans no feminismo, em contraponto a outras que têm uma abordagem oposta. Os resultados apontam para um entrave que persiste na teoria feminista no que diz respeito à “mulher”, justamente pelo caráter substancial do termo, que ainda não se tange por uma ideia de um “feminino” mais abrangente. Conclui-se, portanto, que a própria noção de “mulher” deve ser subvertida para que a teoria se desenvolva de forma mais fecunda, não apenas no que diz respeito aos engajamentos operacionais da representação, mas também a uma mudança mais profunda da linguagem, de caráter normativo e emancipatório.

Palavras-chave
Gênero; Feminismo radical; Feminismo interseccional; Transfeminismo; Mulher.

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .


This work aims to critically analyze notions of gender that operate on feminist fan pages on Facebook. Posts with contrasting positions are analyzed: the opposition between transgender people’s acceptance in feminism and others that have a contrary approach. The results indicate an obstacle that persists in feminist theory regarding “women”, precisely, because of the substantial character of the term, which does not yet consider a broader idea of “feminine”. The paper concludes, therefore, that the very notion of “woman” must be subverted so the theory develops in a more fecund way, not only regarding the operational engagements of representation, but also a deeper change of language, of normative and emancipatory character.

Key-words:
Gender; Radical feminism; Intersectional Feminism; Transfeminism; Woman.

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .


A Subversão da “Mulher” no Feminismo


Edição: Volume 13, número 1, jan-jun./2017


Versão para impressão:
fim do conteúdo
          "Acrobat Reader", (Visualizar, pesquisar e imprimir arquivos PDF). Faça o download gratuíto.
rosca